We-Can-Help-IAQ.jpg

Air Quality (Human Comfort)

A Qualidade interna do ar (IAQ) é comprometida pelos poluentes, como poeira, mofo, fungos e compostos orgânicos voláteis (VOCs).

Estes poluentes podem vir de mobiliário, laboratórios, soluções de limpeza e ocupantes do edifício. Os problemas de saúde podem começar logo após a exposição à má qualidade do ar interno. Os ocupantes podem sentir coceira nos olhos, dores de cabeça e fadiga. A exposição em longo prazo à baixa qualidade do ar pode contribuir para doenças respiratórias crônicas, como asma. Por esta razão, o mercado para os sistemas de desumidificação foi em grande parte impulsionado por preocupações sobre a qualidade do ar interior e o uso de energia em edifícios comerciais. Ironicamente, uma das principais causas de problemas de qualidade interna do ar foi devido aos requisitos do código de construção, que têm exigido que mais ar mais puro fosse introduzido em edifícios.

Como resultado, hoje o ar exterior pode representar até 80% da carga de desumidificação em um edifício e pode comprometer a capacidade dos sistemas de A/C existentes para lidar com este aumento da carga de ventilação latente. Uma desumidificação apropriada pode proporcionar benefícios econômicos através de custos reduzidos da operação, melhor qualidade interna do ar e aumento dos níveis de conforto. No entanto, isso faz com que engenheiros e proprietários tenham de enfrentar um grande desafio. Como selecionar um sistema de tratamento de ar que pode fornecer maior quantidade de ar de ventilação recomendada pelos padrões ASHRAE e exigidos pelos códigos de construção, sem aumentar o custo do sistema e seu custo de operação?

AT_case_Muntersprincipleuk.jpg

Para enfrentar o desafio de aumentar a ventilação de ar, a Munters usa dois tipos de tecnologias testadas há muito tempo: a recuperação de energia para eliminar o desperdício e a desumidificação dessecante que trazem a umidade para o centro da zona de conforto exigida pelas normas ASHRAE. Combinando desumidificação com recuperação de energia permite à Munters fornecer um acolhimento benéfico. O sistema Munters remove a umidade na sua fase vapor com um dessecante, ao invés de condensá-lo com uma serpentina de resfriamento. Uma vez que o ar não é saturado quando entra no edifício, os dutos de fornecimento de ar permanecem secos. ASHRAE reconhece a importância de dutos secos na Norma 62, que exige que se mantenha a umidade abaixo de 70% RH para evitar crescimento microbiano. Este critério é muito difícil de satisfazer com sistemas baseados no tratamento, mas com os sistemas da Munters a umidade é facilmente controlada em canalizações, obedecendo às normas ASHRAE.

Somos especialistas

Nós conhecemos nossos produtos. iremos
direcionar suas informações de contato para
alguem em seu país.